"Mensagem da Rainha da Paz"

MENSAGEM DA RAINHA DA PAZ EM MEDJUGORJE DE 02.06.2017 "Queridos filhos, como em outros locais venho até vocês, também aqui estou lhes chamando para a oração. Orem por aqueles que não conhecem o Meu Filho, por aqueles que não conheceram o amor de Deus, contra o pecado, pelos consagrados - para aqueles que meu Filho chamou para ter Amor e espírito de força para com vocês, para com a Igreja. Orem ao Meu Filho, e o amor que você experimentar com a Sua proximidade lhes dará a forças para prepará-los para as obras de amor que farão em Seu nome. Meus filhos, estejam prontos. Esta vez é um ponto de viragem. É por isso que estou lhes chamando de novo para a Fé e a Esperança. Estou lhes mostrando o caminho pelo qual precisam ir, e esse são as palavras do Evangelho. Apóstolos do Meu Amor, o mundo tem tanta necessidade de seus braços levantados para o céu, em direção ao meu Filho, para o Pai Celestial. São necessárias muita humildade e pureza de coração. Tenham confiança no Meu Filho e saibam que vocês sempre podem ser melhores. Meu coração maternal deseja para vocês, apóstolos do meu amor, sejam pequenas luzes do mundo, iluminando aí onde a escuridão quer começar a reinar, mostrando o verdadeiro caminho com sua oração e amor, para salvar as almas. Eu estou com vocês. Obrigado por terem acolhido ao Meu Chamado."
MENSAGEM DA RAINHA DA PAZ EM MEDJUGORJE DE 25.03.2017 “Queridos filhos! Neste tempo de graça convido todos vocês a abrirem seus corações à misericórdia de Deus, para que, através da oração, da penitência e da decisão pela santidade, comecem uma vida nova. Este tempo primaveril os estimula, em seus pensamentos e corações, a uma vida nova, a uma renovação. Por isso, filhinhos, Eu estou com vocês para ajudá-los a dizerem, com determinação, "sim" a Deus e aos mandamentos de Deus. Vocês não estão sozinhos, Eu estou com vocês por meio da graça que o Altíssimo me concede para vocês e para seus descendentes. Obrigada por terem respondido ao meu chamado.”

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

MEDJUGORJE:

ENTREVISTA COM O ENVIADO DO PAPA A MEDJUGORJE

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up

O enviado do Papa a Medjugorje, o Arcebispo Henryk Hoser, deu uma entrevista na qual ele expressou pela primeira vez seu pensamento sobre o encargo que recebeu. Suas palavras sobre Medjugorje são positivas. Esta é a entrevista:
P: Excelência, esperava este encargo?
R: "Não, e não sei por que o Papa me nomeou. Obviamente, sou grato a ele, e cumprirei meu encargo com o maior empenho, mas não me assusta."


P: O senhor passa por ser um Bispo conservador...
R: "Eu não me defino assim. Eu sou mais é um homem de Igreja, que procura ser fiel à Palavra, à doutrina e à Tradição, obviamente a todos os documentos. Então, se isso significa ser conservador, sou conservador."


P: A Polônia, da qual o senhor é filho, nutre para com Medjugorje, em geral, sentimentos positivos...
R: “Na verdade, é assim. Os católicos deste país, que é profundamente mariano, têm uma boa ideia de Medjugorje, isto em linhas gerais. E eles vão lá em grande número. Além disso, chegam a Medjugorje cada ano dois milhões de peregrinos e isso significa alguma coisa. Mas eu não me ocuparei dos aspectos teológicos e das aparições, que são objeto da Comissão Pontifícia. Meu campo de ação é a pastoral.”


P: Os videntes?
R: “Para mim, eles não são nenhum problema, nem o problema. Repito, não fazem parte da minha missão.”


P: João Paulo II, a quem o senhor conhecia bem, nutria sentimentos favoráveis em relação a Medjugorje...
R: “Ele era um devoto da Virgem em geral, incluindo a de Medjugorje. Não é algo ruim.”


P: Nossa Senhora de Medjugorje é Rainha da Paz, mas também da família, que o senhor, como bispo, apoia fortemente...
R: “É verdade. É muito importante invocar Maria para a proteção da família constituída por um homem e uma mulher unidos no sacramento do matrimônio. Encontramos no centro das aparições de Medjugorje o Rosário, a Adoração Eucarística, o jejum, a penitência, todas coisas positivas para a vida e o desenvolvimento da fé, que são incentivadas e fortalecidas.”


P: Quais são os frutos de Medjugorje?
R: “Como eu disse, limito-me à pastoral e não à doutrina e, portanto, não ao tema da veracidade. Quanto aos frutos nas almas, me parecem positivos. Por frutos entendo a prática dos sacramentos, as conversões, a mudança no estilo de vida, a participação na Missa; e isso acontece em Medjugorje, não podemos negar e não levar em conta pastoralmente.”


P: O senhor recentemente esteve gravemente doente. É verdade que rezou também a Nossa Senhora de Medjugorje?
R: “Eu contraí malária na África. Rezei à Virgem, eu acredito em Maria em todas as suas manifestações.”



Nenhum comentário:

Postar um comentário