"Mensagem da Rainha da Paz"

MENSAGEM DA RAINHA DA PAZ EM MEDJUGORJE DE 02.06.2017 "Queridos filhos, como em outros locais venho até vocês, também aqui estou lhes chamando para a oração. Orem por aqueles que não conhecem o Meu Filho, por aqueles que não conheceram o amor de Deus, contra o pecado, pelos consagrados - para aqueles que meu Filho chamou para ter Amor e espírito de força para com vocês, para com a Igreja. Orem ao Meu Filho, e o amor que você experimentar com a Sua proximidade lhes dará a forças para prepará-los para as obras de amor que farão em Seu nome. Meus filhos, estejam prontos. Esta vez é um ponto de viragem. É por isso que estou lhes chamando de novo para a Fé e a Esperança. Estou lhes mostrando o caminho pelo qual precisam ir, e esse são as palavras do Evangelho. Apóstolos do Meu Amor, o mundo tem tanta necessidade de seus braços levantados para o céu, em direção ao meu Filho, para o Pai Celestial. São necessárias muita humildade e pureza de coração. Tenham confiança no Meu Filho e saibam que vocês sempre podem ser melhores. Meu coração maternal deseja para vocês, apóstolos do meu amor, sejam pequenas luzes do mundo, iluminando aí onde a escuridão quer começar a reinar, mostrando o verdadeiro caminho com sua oração e amor, para salvar as almas. Eu estou com vocês. Obrigado por terem acolhido ao Meu Chamado."
MENSAGEM DA RAINHA DA PAZ EM MEDJUGORJE DE 25.03.2017 “Queridos filhos! Neste tempo de graça convido todos vocês a abrirem seus corações à misericórdia de Deus, para que, através da oração, da penitência e da decisão pela santidade, comecem uma vida nova. Este tempo primaveril os estimula, em seus pensamentos e corações, a uma vida nova, a uma renovação. Por isso, filhinhos, Eu estou com vocês para ajudá-los a dizerem, com determinação, "sim" a Deus e aos mandamentos de Deus. Vocês não estão sozinhos, Eu estou com vocês por meio da graça que o Altíssimo me concede para vocês e para seus descendentes. Obrigada por terem respondido ao meu chamado.”

sábado, 31 de janeiro de 2015

CONSAGRAÇÃO E SÚPLICA A NSA. SRA. AUXILIADORA


            Santíssima Virgem Maria, a quem Deus constituiu Auxiliadora dos Cristãos, nós Vos escolhemos como Senhora e Protetora desta casa.
            Dignai-vos mostrar aqui Vosso auxílio poderoso. Preservai esta casa de todo perigo: do incêndio, da inundação, do raio, das tempestades, dos ladrões, dos malfeitores, da guerra e de todas as outras calamidades que conheceis.
            Abençoai, protegei, defendei, guardai como coisa vossa as pessoas que vivem nesta casa. Sobretudo concedei-lhes a graça mais importante: a de viverem sempre na amizade de Deus, evitando o pecado.
            Dai-lhes a fé que tivestes na Palavra de Deus, e o amor que nutristes para com o Vosso Filho Jesus e para com todos aqueles pelos quais Ele morreu na Cruz.
            Maria, Auxílio dos Cristãos, rogai por todos os que moram nesta casa que Vos foi consagrada. Assim seja.

(Com aprovação eclesiástica)

A devoção de São João Bosco a Nossa Senhora


“Foi ela (Maria Auxiliadora) quem tudo fez”
“Quem confia em Maria jamais será iludido”.
“Amai esta vossa mãe celeste, recorrei a ela de coração”.
“Em todo perigo, invocai Maria; eu vos asseguro que sereis ouvidos”.
“Um sustentáculo grande para vós, uma arma poderosa contra as insídias do demônio tende, caros jovens, na devoção a Maria Santíssima”.
“Maria foi verdadeiramente constituída por Deus auxílio dos cristãos”.
“Eu recomendo que diga todas as noites, antes de se deitar, três vezes a seguinte oração: querida mãe, Virgem Maria, fazei que eu salve a minha alma”.
“Maria nos mantenha todos firmes e nos guie pelo caminho do céu”.
“Maria protege todos os seus devotos, em todas as necessidades, mas os protege especialmente na hora da morte”.
“Amai, honrai e servi a Maria”.

Acalma minha tempestade

31 de Janeiro - São João Bosco


São João Bosco foi sacerdote diocesano católico apostólico romano e educador. Foi defensor intrépido da Igreja Católica e apóstolo da Virgem Auxiliadora.
Se em vida foi honrado e admirado, muito mais o foi depois da morte. Criou e desenvolveu o Sistema Preventivo de Sales na educação da juventude que é baseado na Razão, na Religião e na Bondade.

Repreendia os jovens usando a regra de São Francisco de Sales:
"Nunca proferir uma palavra sequer enquanto o coração estiver agitado."
Morreu no dia 31 de janeiro de 1888.
São João Bosco, foi proclamado "modelo por excelência" para sacerdotes e educadores.
E dizia: "Reprovemos os erros, mas respeitemos as pessoas."
E se fez , ele próprio, o EXEMPLO PERFEITO desta máxima.

Evangelho do dia - 31.01.2015 (Mc 4,35-41)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos

35Naquele dia, ao cair da tarde, Jesus disse a seus discípulos: “Vamos para a outra margem!” 36Eles despediram a multidão e levaram Jesus consigo, assim como estava na barca. Havia ainda outras barcas com ele. 37Começou a soprar uma ventania muito forte e as ondas se lançavam dentro da barca, de modo que a barca já começava a se encher.38Jesus estava na parte de trás, dormindo sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e disseram: “Mestre, estamos perecendo e tu não te importas?” 39Ele se levantou e ordenou ao vento e ao mar: “Silêncio! Cala-te!” O vento cessou e houve uma grande calmaria.40Então Jesus perguntou aos discípulos: “Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?”41Eles sentiram um grande medo e diziam uns aos outros: “Quem é este, a quem até o vento e o mar obedecem?”
- Palavra da Salvação.

Salmo 68


Bendito seja o Senhor Deus de Israel, 
porque a seu povo visitou e libertou!

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

O que é humano?

 
"Hoje se desculpa tudo com a palavra 'é humano'. Pratica-se o divórcio: é humano. Bebe-se: é humano. Cometem-se desonestidades num exame ou num concurso: é humano. A juventude se arruína no vício: é humano. Trabalha-se com preguiça: é humano. Cede-se ao ciúme: é humano. Praticam-se desfalques: é humano. Não há vício algum que não se desculpasse com esta fórmula. Assim se designa com a palavra 'humano' aquilo que é mais desprezível, mais baixo no homem. Por vezes, até a palavra se torna sinônimo de animalesco. Que modo estranho de falar, uma vez que humano é precisamente aquilo que nos distingue do animal. O que é a inteligência, o coração, a vontade, a consciência, a santidade? Isto é humano." 
Papa Bento XVI, livro “Dogma e Anúncio”

«Com a medida que empregardes para medir é que sereis medidos»

Uma vez que Cristo é invisível, não podemos mostrar-Lhe o nosso amor; mas o nosso próximo não é invisível, por isso podemos fazer por ele aquilo que gostaríamos de fazer por Cristo, se Ele fosse visível. 

Hoje em dia, o próprio Cristo está presente em todos aqueles que são dispensáveis, naqueles a quem não damos emprego, nos que deixamos de tratar, nos que têm fome, nos que não têm roupa ou habitação. Todos eles parecem inúteis aos olhos da sociedade e do Estado. Ninguém tem tempo para eles. É por isso a nós, cristãos como tu e eu, se o nosso amor for verdadeiro e digno do amor de Cristo, que cabe a tarefa de os encontrar e ajudar. Eles existem para que nós os encontremos. 

Trabalhar por trabalhar é o perigo que nos ameaça de todos os lados. É então que entram em campo o respeito, o amor, a devoção, para que possamos oferecer a Cristo, e por Ele a Deus, o fruto do nosso trabalho, que nos esforçamos por fazer da melhor maneira possível.
Madre Teresa de Calcutá 


Maria, nossa Mãe

 
Consideremos atentamente este aspecto. Pode ajudar-nos a compreender coisas muito importantes, já que o mistério de Maria nos faz ver que, para nos aproximarmos de Deus, temos que nos tornar pequenos. Em verdade vos digo – exclamou o Senhor, dirigindo-se aos seus discípulos -, se não vos fizerdes como crianças, não entrareis no reino dos céus. 
Fazer-se criança: renunciar à soberba, à autossuficiência; reconhecer que, sozinhos, nada podemos, porque necessitamos da graça, do poder do nosso Pai-Deus para aprender a caminhar e para perseverar no caminho. Ser criança exige abandonar-se como se abandonam as crianças, crer como creem as crianças, pedir como pedem as crianças. 
São coisas que aprendemos no convívio com Maria. A devoção à Virgem não é blandície nem languidez: é consolo e júbilo que se apossam da alma, precisamente porque exige um exercício profundo e íntegro da fé, que nos faz sair de nós mesmos e colocar a nossa esperança no Senhor. O Senhor é meu pastor – canta um dos salmos -, nada me faltará. Em verdes prados me faz descansar, conduz-me junto às águas refrescantes; refaz minha alma e guia-me por caminhos retos pela virtude do seu nome. Ainda que eu atravesse um vale tenebroso, nada temerei, porque Tu estás comigo. 
Porque Maria é Mãe, sua devoção nos ensina a ser filhos: a amar deveras, sem medida; a ser simples, sem essas complicações que nascem do egoísmo de pensarmos só em nós; a estar alegres, sabendo que nada pode destruir a nossa esperança. O princípio do caminho que leva à loucura do amor de Deus é um amor confiado por Maria Santíssima. Assim o escrevi há muitos anos, no prólogo a uns comentários ao Santo Rosário, e desde então voltei a comprovar muitas vezes a verdade dessas palavras. Não vou tecer aqui muitas considerações para comentar essa ideia: prefiro, antes, convidar cada um a fazer a experiência, a descobri-lo por si mesmo, procurando manter uma relação amorosa com Maria, abrindo-lhe o coração, confiando-lhe suas alegrias e penas, pedindo-lhe que o ajude a conhecer e a seguir Jesus. 
Por São José Maria Escrivá / Fundador do Opus Dei

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Abusos Litúrgicos por Pe. Demétrio

MISSAL ROMANO, 45

Convém que já antes da própria celebração se conserve o silêncio na igreja, na sacristia, na secretaria e mesmo nos lugares mais próximos, para que todos se disponham devota e devidamente para realizarem os sagrados mistérios. 
“Estou muito satisfeito por estar aqui. Mas eu devo exprimir-lhes um desejo: que na igreja não gritem e não batam palmas, nem mesmo para saudar o Papa, porque Templum Dei, Templum Dei". (São João XXIII) 
Padre, como devemos assistir à Santa Missa? 
Como assistiram a Santíssima Virgem e as piedosas mulheres. Como assistiu S. João Evangelista ao Sacrifício Eucarístico e ao Sacrifício cruento da Cruz.
São Padre Pio de Pietrelcina
 
"Óh Jesus, dai-nos sacerdotes zelosos e santos, Oh! que grande dignidade do sacerdote, mas também é grande a sua responsabilidade. Muito te foi dado, ó sacerdote, mas muito também será exigido de ti..." 
Diário de Santa Faustina, 941

Missa não é show

Introdução ao Espírito da Liturgia

 
É totalmente absurdo, na tentativa de tornar a Liturgia "mais atraente", recorrer a espetáculos de dança, possivelmente com grupos profissionais que, muitas vezes, terminam em aplauso. 
Sempre que haja aplauso pelos aspectos humanos da Liturgia, é sinal de que a sua natureza se perdeu inteiramente, tendo sido substituída por diversão de gênero religioso. 
Joseph Ratzinger

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Mensagem de Nossa Senhora em 2 de novembro de 2013
Rezem por todos os sacerdotes para que sempre tenham amor por cada um de vocês, como Meu Filho teve e demonstrou dando a Sua vida pela salvação de vocês. 

O que o Papa pede aos sacerdotes?


Peço que compartilhem a alegria,  o entusiasmo do vosso amor por Cristo e da Igreja por todos, mas sobretudo com os mais próximos. Estejam presentes em meio aos jovens que podem estar confusos e abatidos, que eles continuem a ver a Igreja como sua companheira de caminhada e fonte de esperança.... 

Proclamem a beleza e a verdade do casamento cristão a uma sociedade que é tentada por um modo confuso de ver a sexualidade, o casamento e família.


Evangelho do dia ‣ 28/01/2015 (Mc 4,1-20)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos

Naquele tempo, 1Jesus começou a ensinar de novo às margens do mar da Galileia. Uma multidão muito grande se reuniu em volta dele, de modo que Jesus entrou numa barca e se sentou, enquanto a multidão permanecia junto às margens, na praia. 2Jesus ensinava-lhes muitas coisas em parábolas. E, em seu ensinamento, dizia-lhes:3“Escutai! O semeador saiu a semear. 4Enquanto semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho; vieram os pássaros e a comeram. 5Outra parte caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; brotou logo, porque a terra não era profunda, 6mas, quando saiu o sol, ela foi queimada; e, como não tinha raiz, secou. 7Outra parte caiu no meio dos espinhos; os espinhos cresceram, a sufocaram, e ela não deu fruto. 8Outra parte caiu em terra boa e deu fruto, que foi crescendo e aumentando, chegando a render trinta, sessenta e até cem por um”. 9E Jesus dizia: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. 10Quando ficou sozinho, os que estavam com ele, junto com os Doze, perguntaram sobre as parábolas. 11Jesus lhes disse: “A vós, foi dado o mistério do Reino de Deus; para os que estão fora, tudo acontece em parábolas, 12para que olhem mas não enxerguem, escutem mas não compreendam, para que não se convertam e não sejam perdoados”. 13E lhes disse: “Vós não compreendeis esta parábola? Então, como compreendereis todas as outras parábolas? 14O semeador semeia a Palavra. 15Os que estão na beira do caminho são aqueles nos quais a Palavra foi semeada; logo que a escutam, chega Satanás e tira a Palavra que neles foi semeada. 16Do mesmo modo, os que receberam a semente em terreno pedregoso, são aqueles que ouvem a Palavra e logo a recebem com alegria, 17mas não têm raiz em si mesmos, são inconstantes; quando chega uma tribulação ou perseguição, por causa da Palavra, logo desistem. 18Outros recebem a semente entre os espinhos: são aqueles que ouvem a Palavra; 19mas quando surgem as preocupações do mundo, a ilusão da riqueza e todos os outros desejos, sufocam a Palavra, e ela não produz fruto. 20Por fim, aqueles que recebem a semente em terreno bom são os que ouvem a Palavra, a recebem e dão fruto; um dá trinta, outro sessenta e outro cem por um.”
- Palavra da Salvação.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

"Para fazer tua vontade, Senhor, preciso primeiro renunciar à minha e quebrantá-la. Isso é trabalho de longo prazo, através de renovadas mortificações. Essa é a condição para que eu te pertença, para que trabalhe para ti."  

Capelão do Carmelo de Laval, Canadá


Seis conselhos para manter-se longe do demônio

ROMA, 07 Nov. 14 / 12:27 pm (ACI/EWTN Noticias)

Valter Cascioli, médico psiquiatra e porta-voz da Associação Internacional de Exorcistas, ofereceu seis conselhos para evitar as armadilhas do demônio.

Em uma entrevista concedida ao Grupo ACI no dia 31 de outubro, Cascioli recordou que o demônio é real e a Bíblia fala dele em 118 passagens, 34 no Antigo Testamento e 84 no Novo Testamento, onde o diabo aparece com diferentes nomes como satanás, o maligno, ou o príncipe deste mundo.

A partir do Novo Testamento, Cascioli explica que o exorcismo “é um ministério de consolação e de libertação. A tarefa é a de proteger da influência do maligno e libertar essas pessoas que são vítimas”, acrescenta.

Cascioli assegura que para manter o demônio longe, os cristãos devem viver a própria fé, estar em graça de Deus, seguir o magistério da Igreja Católica e seguir os Dez Mandamentos, mas, além disso, afirma que algumas “regras simples” podem ser seguidas e ajudam muito:
1.      Converter-se a Cristo: “Mudar de vida, quem vive no pecado deve decidir-se por Cristo”. 
2.      Confessar-se: “Não há sacramento mais importante que o da confissão, a reconciliação, o perdão. Há muitas pessoas que vivem das consequências do mal por causa do não perdão”. 
3.      Participar da celebração da Eucaristia: “Aconselhamos a todas as pessoas a viverem uma vida sacramental, e depois da confissão é necessário o sacramento da Eucaristia dentro da celebração eucarística”. 
4.      Falar com Deus. A oração é muito importante, porque atrai a graça de Deus e protege de muitas coisas. 
5.      Aprofundar na nossa fé com a comunidade. Cascioli explica que as pessoas em dificuldade devem fazer um caminho de fé dentro da Igreja, e seguir uma comunidade ou um movimento eclesial.  
6.      Afastar-se do pecado é afastar-se do diabo. “Muitas pessoas vêm a nós porque têm medo do diabo, mas não têm medo do pecado, não se protegem. Por isso é fundamental evitar estas consequências nefastas, físicas, psicológicas, morais, espirituais”.


O perito explicou que muitas pessoas sofrem por anos antes de serem libertadas do maligno. “Quando vemos que se convertem a Cristo, quando confessam seus pecados, quando se distanciam de uma vida desordenada, é quando conseguem libertar-se, a serenidade e a paz voltam para elas e se curam”, e “se estas regras fossem aplicadas poderiam ajudar muitas pessoas”.

O perito afirma que o aumento destes fenômenos obedece à diminuição da fé na sociedade e ao aumento do interesse e das práticas relacionadas com o mundo do esoterismo, ocultismo e satanismo.

Sobre a celebração do Halloween na noite anterior à Festa de Todos os Santos, Cascioli explica que essa noite esconde uma problemática muito séria com a ridicularização da morte.

“Para os ocultistas e os satanistas -afirma-, a noite de 31 de outubro é justamente uma ocasião propícia para cumprir ritos mágicos, sacrilégios, profanações de cemitérios e malefícios, porque neste dia se celebra o fim do ano satânico. Razão pela qual se fazem missas negras, ritos de adoração, de iniciação e de consagração a satanás”.

Por último, o perito assinala que embora a Associação Internacional de Exorcistas esteja formada por 250 exorcistas, existem muitos mais no mundo. “Sabemos que alguns países do mundo não têm exorcistas, a atividade demoníaca e suas consequências estão estendidas por todo mundo. Não é um fenômeno sociocultural, está estendido em todo mundo, e isso nos diz muitas coisas”.

O psiquiatra indicou que o número de exorcistas aumentou nos últimos anos, embora ainda existam países no mundo que precisam da presença deles. “Eu digo sempre que é uma exigência, está-se convertendo em uma emergência pastoral porque está em aumento o número de moléstias devido à atividade demoníaca extraordinária, posses e obsessões com o demônio estão aumentando, portanto, está-se convertendo em uma emergência pastoral e surge a necessidade de enfrentar esta situação, especialmente graças à obra dos exorcistas”, concluiu.
 

Catecismo da Igreja Católica

FÉ E CIÊNCIA
CÂN. 159 - "Porém, ainda que a fé esteja acima da razão, NÃO PODERÁ haver verdadeira DESARMONIA ENTRE UMA E OUTRA, porquanto o mesmo Deus que revela os mistérios e infunde a fé dotou o espírito humano da luz da razão; e Deus NÃO PODERIA NEGAR-SE A SI MESMO, NEM A VERDADE JAMAIS CONTRADIZER A VERDADE". "Portanto, se a pesquisa metódica, em TODAS AS CIÊNCIAS, proceder de maneira verdadeiramente científica, segundo as leis morais, na realidade NUNCA SERÁ OPOSTA A FÉ; tanto as realidades profanas quanto as da fé originam-se do mesmo Deus. MAIS AINDA: quem tenta perscrutar com humildade e perseverança os segredos das coisas, ainda que disso não tome consciência, é como que CONDUZIDO PELA MÃO DE DEUS, que sustenta TODAS AS COISAS, FAZENDO COM QUE ELAS SEJAM O QUE SÃO". 

 

Evangelho do dia 27.01.2015 (Mc 3,31-35)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos

Naquele tempo, 31chegaram a mãe de Jesus e seus irmãos. Eles ficaram do lado de fora e mandaram chamá-lo. 32Havia uma multidão sentada ao redor dele. Então lhe disseram: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora à tua procura”. 33Ele respondeu: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” 34E olhando para os que estavam sentados ao seu redor, disse: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos. 35Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.
- Palavra da Salvação.


Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!

Sl 39



segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Obrigado Senhor


Francisco: "São as mulheres que transmitem a fé"


“Vem-me à mente esta questão: por que são principalmente as mulheres a transmitir a fé? Simplesmente porque quem nos trouxe Jesus foi uma mulher: foi o caminho escolhido por Jesus. Ele quis ter uma mãe: o dom da fé também passa pelas mulheres, como Jesus passou por Maria”.

Catecismo da Igreja Católica


A GLÓRIA DA IGREJA
cân. 677 - A Igreja SÓ entrará na glória do reino por meio desta derradeira Páscoa, em que SEGUIRÁ seu Senhor em SUA MORTE e RESSURREIÇÃO (1). Portanto, o Reino NÃO se realizará por um TRIUNFO HISTÓRICO DA IGREJA (2) segundo um progresso ascendente, mas por uma VITÓRIA DE DEUS sobre o desencadeamento último do mal (3), que fará sua Esposa descer do Céu (4). O TRIUNFO DE DEUS sobre a revolta do mal assumirá a forma de JUÍZO FINAL (5) depois do derradeiro abalo cósmico desde mundo QUE PASSARÁ (6).  
(1) Cf. Ap 19,1-9.
(2) Cf. Ap 13,8.
(3) Cf. Ap 20,7-10.
(4) Cf. Ap. 21,2-4.
(5) Cf. Ap. 20,12.
(6) Cf. 2Pd 3,12-13.


Análise:
O destino da Igreja, de cada homem e mulher é seguir os passos de Nosso Senhor Jesus Cristo em seu nascimento, vida, paixão, morte e ressurreição. É verdade que nem toda Igreja perecerá pela impostura religiosa própria do anticristo (Cf. Catecismo, cân. 675 e 676), mas ela é inevitável. O sinal dos tempos é claro. Essa impostura é latente dentre parte do Clero e dos fiéis católicos que abandonam suas origens e Tradição em troca de uma solução aparente de seus problemas e, até mesmo, da apostasia da Verdade. Nenhum movimento humano, clerical ou leigo, será capaz de modificar esse quadro: é o plano Deus. Orai e vigiai, pois não sabemos o dia e a hora, mas comece "de ontem". Se é católico, converta-se! Seja REALMENTE católico e alerte os irmãos.